Aquafaba – essencial para receitas veganas

A receita de hoje não é bem um prato delícia cheio de sabor, mas é uma dica valiosa para o seu dia a dia vegetariano ou vegano. A aquafaba pode ser utilizada em todas as receitas que pedem  clara de ovos ou claras em neve! A aquafaba pode ser feita a partir do cozimento do feijão, ervilha, soja…porém, a do grão de bico é o que proporciona sabor mais neutro e melhor consistência nas receitas vegetarianas/ veganas. Abaixo eu listo algumas ideias de receitas com aquafaba e também com o grão de bico cozido. Além de substituir perfeitamente as claras em neve a aquafaba rende bastante e tem o custo baixo.
O que eu posso fazer com aquafaba?
Maionese vegana
Merengue/Suspiro
Mousses

Pudim de claras vegano
Cobertura de bolo ou cup cakes (Glacê)
Qualquer bolo que exija claras em neve
O que eu posso fazer com o grão de bico utilizado no preparo?
Salada de grão de bico..
Húmus
Falafel

Hambúrguer de grão de bico
Creme de grão de bico (sopa)
Quibe à base de grão de bico
Grão de bico ao curry

Obs: Deixar o grão de bico de molho em água de um dia para o outro em meio ácido (gotas de limao, vinagre) e cozinhar com folha de louro para reduzir a quantidade de ácido fítico

Ácido Fítico

O ácido fítico é um composto que forma complexos insolúveis, diminuindo a absorção de minerais, como ferro, zinco e cálcio, além de causar desconforto e flatulência. Logo pode contribuir para deficiência destes minerais em pessoas cuja dieta dependa de alimentos ricos em ácido fítico como fonte nutricional , como por exemplo vegetarianos (especialmente de proteína no caso dos vegetarianos)

 

O ácido fítico é encontrado principalmente na casca de sementes, grãos e leguminosas. Desta forma, em geral, a versão integral (rica em fibras insolúveis) destes alimentos tende a conter um teor maior de ácido fítico.

 

Algumas estratégias auxiliam na eliminação de parte deste composto, ajudando na digestibilidade destes grãos.

 

Para grãos  que vão à cocção (cereais integrais e leguminosas):

 

Remolho quente: coloque 3 medidas de água para 1 de grão em uma panela de pressão. Após criar pressão, desligue o fogo, espere a pressão sair e despreze a água do remolho. Adicione novamente a água (na proporção 3:1) e deixe cozinhar por vinte minutos.

 

Remolho frio: lave os grãos e deixe-os em água na proporção de 3:1 por 8-12 horas. Despreze a água e cozinhe os grãos normalmente, à gosto.

 

 

Para grãos que não irão à cocção (sementes, leguminosas)

 

Germinação de Grãos

 

  1. Escolha as sementes ou grãos, removendo todos as que estejam danificadas. Coloque de uma a três colheres de sopa de sementes num vidro e cubra com água limpa;
    2. Deixe de molho por uma noite (8 horas);
    3. Verta o vidro e um coador e despeje a água. Enxágue os grãos bem sob a torneira;
    4. Deixe os grãos sobre a peneira e o vidro, lugar sombreado e fresco. Cubra com um pano de prato para não atrair mosquitos;
    5. Regue os grãos com água pela manhã e à noite. Nos dias quentes é preciso lavar mais vezes.

As sementes de cereais germinam em 2 – 3 dias, os feijões e as lentilhas demoram 3 – 6 dias. Nessa altura podem ser consumidos.
Depois das etapas de germinação, há que se considerar as condições para o crescimento dos germinados até 5 – 10 cm, de altura, quando então podem ser colhidos os brotos.
Para tal produção, as condições de higiene e manuseio precisam ser muito rigorosas para evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Os germinados e brotos servem para as mais diversas preparações culinárias. Podem ser consumidos crus, em sucos, saladas e sanduíches, misturados com outros legumes, refogados al dente, adicionados a molhos, sopas e de outras formas que a criatividade deixar.

 

 

Ácido Fítico

O ácido fítico é um composto que forma complexos insolúveis, diminuindo a absorção de minerais, como ferro, zinco e cálcio, além de causar desconforto e flatulência. Logo pode contribuir para deficiência destes minerais em pessoas cuja dieta dependa de alimentos ricos em ácido fítico como fonte nutricional , como por exemplo vegetarianos (especialmente de proteína no caso dos vegetarianos)

 

O ácido fítico é encontrado principalmente na casca de sementes, grãos e leguminosas. Desta forma, em geral, a versão integral (rica em fibras insolúveis) destes alimentos tende a conter um teor maior de ácido fítico.

 

Algumas estratégias auxiliam na eliminação de parte deste composto, ajudando na digestibilidade destes grãos.

 

Para grãos  que vão à cocção (cereais integrais e leguminosas):

 

Remolho quente: coloque 3 medidas de água para 1 de grão em uma panela de pressão. Após criar pressão, desligue o fogo, espere a pressão sair e despreze a água do remolho. Adicione novamente a água (na proporção 3:1) e deixe cozinhar por vinte minutos.

 

Remolho frio: lave os grãos e deixe-os em água na proporção de 3:1 por 8-12 horas. Despreze a água e cozinhe os grãos normalmente, à gosto.

 

 

Para grãos que não irão à cocção (sementes, leguminosas)

 

Germinação de Grãos

 

  1. Escolha as sementes ou grãos, removendo todos as que estejam danificadas. Coloque de uma a três colheres de sopa de sementes num vidro e cubra com água limpa;
    2. Deixe de molho por uma noite (8 horas);
    3. Verta o vidro e um coador e despeje a água. Enxágue os grãos bem sob a torneira;
    4. Deixe os grãos sobre a peneira e o vidro, lugar sombreado e fresco. Cubra com um pano de prato para não atrair mosquitos;
    5. Regue os grãos com água pela manhã e à noite. Nos dias quentes é preciso lavar mais vezes.

As sementes de cereais germinam em 2 – 3 dias, os feijões e as lentilhas demoram 3 – 6 dias. Nessa altura podem ser consumidos.
Depois das etapas de germinação, há que se considerar as condições para o crescimento dos germinados até 5 – 10 cm, de altura, quando então podem ser colhidos os brotos.
Para tal produção, as condições de higiene e manuseio precisam ser muito rigorosas para evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Os germinados e brotos servem para as mais diversas preparações culinárias. Podem ser consumidos crus, em sucos, saladas e sanduíches, misturados com outros legumes, refogados al dente, adicionados a molhos, sopas e de outras formas que a criatividade deixar.